Equinos: Mangalarga Paulista ou Mangalarga Mineiro?
Matéria publicada em 09/06/2015, às 16:29:00

Ver mais de Edição Março/Abril 2015 N° 132 - O resultado é muito melhor quando fazemos por vocação

Ver outras Edições

Para a maioria dos criadores a diferença entre os cavalos  Mangalarga Paulista e Mangalarga Mineiro foi adquirida através de um intenso processo de seleção. Segundo narram alguns historiadores desta raça, inicialmente o cavalo Mangalarga servia como meio rápido de transporte, além de possuir grande resistência. No entanto, a marcha deste animal teria se caracterizado pelos constantes exercícios de caçadas que se faziam no Sul de Minas.


Minas: marchador
Segundo explica Geraldo Diniz Junqueira, “a caçada naquelas épocas não tinha como finalidade matar o animal. O interesse era acompanhar a caça, enquanto o caçador acompanhava tudo ao lombo do cavalo”. No Sul de Minas, portanto, a caçada era feita em região de topografia montanhosa. O caçador podia acompanhar a caçada à distância, parado no alto de um morro. Isto, de certa forma, não exigia que o animal acompanhasse a caça seguidamente.


São Paulo: trotador
Quando, porém, o cavalo foi transportado para o norte do Estado de São Paulo, encontrou ali uma região de topografia diferente, plana, caracterizada por uma vegetação de cerrado. Nesta região, para sentir a caça, o caçador tinha que acompanhá-la seguidamente, pois, caso contrário, praticamente não veria nada. O cavalo passou então a acompanhar a caça, exigindo-se dele maior velocidade.Começou aí, segundo os especialistas, a diferenciação dos Mangalargas Mineiro e Paulista: o Mineiro mais marchador e o Paulista mais trotador.

Ver mais de Edição Março/Abril 2015 N° 132 - O resultado é muito melhor quando fazemos por vocação

Ver outras Edições

Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados.

A Revista Planeta Água é uma publicação mensal da Versátil Consultoria em Direito e Comunicação Social

Rua Benjamin Constant, 2018 - Centro / Anápolis-GO

Telefones: (62) 3311-3489 / 3706-8000