Pirenópolis conclui Plano Municipal de Resíduos Sólidos: Município foi um dos cinco selecionados pra integrar Água Brasil
Matéria publicada em 25/05/2015, às 15:53:57

Ver mais de Edição Março/Abril 2015 N° 132 - O resultado é muito melhor quando fazemos por vocação

Ver outras Edições


Superintendente do Banco do Brasil, Rodrigo Nogueira, prefeito Nivaldo Melo e secretário de Meio Ambiente, Arthur Abreu na solenidade de assinatura de carta-compromisso por representantes do trade turístico de Pirenópolis

Foi com muita alegria que o prefeito Nivaldo Melo junto aos parceiros do Programa Água Brasil - Banco do Brasil, WWF-Brasil, Fundação Banco do Brasil e Agência Nacional das Águas (ANA) celebraram, na manhã do dia 22 de Março – Dia Mundial da Água, a entrega do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Pirenópolis.


Boa vontade
Nivaldo destacou a “boa vontade” do Banco do Brasil em estar sempre presente e acompanhando cada passo do programa nos últimos cinco anos e também o empenho do secretário municipal de Meio Ambiente, Arthur Abreu, junto a sua equipe. “O Banco do Brasil não é apenas uma instituição comercial, mas uma empresa que está envolvida com ações sociais que beneficiam a todos e em Pirenópolis não poderia ser diferente: o Programa Água Brasil será um divisor de águas em nosso município, com transformações socioambientais que melhorarão a qualidade de vida de quem vive e de quem visita Pirenópolis”, destacou o gestor que ressaltou também o envolvimento das escolas no Programa Água Brasil: “Incluímos todos os alunos da rede municipal em projetos que vão desde hortas orgânicas até o plantio de mudas em nascentes e áreas públicas do município. A Associação de Catadores de Pirenópolis - Catapiri também tem um papel fundamental nesse projeto. Além de trabalhar conosco na educação socioambiental nas escolas, tem sido nossa parceira em grandes eventos como nas Cavalhadas e, em breve, levaremos essa consciência ambiental a todos os lares pirenopolinos com a implantação da coleta seletiva”.

Ao receber o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, das mãos do superintendente do Banco do Brasil, Rodrigo Nogueira, o secretário Arthur Abreu lançou um desafio: “Vamos arregaçar as mangas, agora, e trabalhar duro para que no dia 7 outubro, aniversário de Pirenópolis, nós possamos entregar esse Galpão de Triagem pronto à Catapiri”. “Desafio aceito!”, garantiu o superintendente, completando: “Para nós, do Banco do Brasil, é uma satisfação celebrar essa conquista em uma cidade que nos recebeu tão bem. Há um dizer que ‘sonho que se sonha só é só um sonho, mas sonho que se sonha junto é realidade’, e essa é uma realidade que estamos vivendo juntos. Pirenópolis se tornou a cidade modelo para o que o Banco do Brasil precisa executar no que diz respeito a responsabilidade socioambiental, e esse é o desfio que temos pela frente. Quem deu o primeiro passo conosco, precisa continuar acreditando pois esse é o caminho que precisamos avançar”. 
Na oportunidade foi assinada uma carta-compromisso por representantes da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Sônia Naoum, e Associação Brasileira de Hotéis (Abih), José Carlos Ruiz, na qual empresários do trade turístico se comprometem a aplicar práticas sustentáveis em seus estabelecimentos. Foi apresentado também o projeto do Galpão de Triagem de Resíduos Sólidos, que deverá ser entregue à Catapiri ainda neste ano. Para fechar o evento foi realizado plantio simbólico de três mudas de ipê e entregue um novo ponto de coleta de material reciclável no Portal Receptivo. Ao todo serão cinco Ecopontos distribuídos na cidade.


Consciência ambiental
Além das atividades dentro das salas de aula, os alunos da rede municipal de ensino participaram em campo das atividades da Semana da Água, realizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em parceria com o Banco do Brasil, entre elas o plantio de 25 mudas de buriti, sangra d’água e quaresmeira na Nascente da Santa. Segundo o secretário Arthur Abreu, serão plantadas, ao todo, 400 mudas naquela nascente. “Além da Nascente da Santa, outras 10 nascentes serão reflorestas, todas elas em afluentes do Rio das Almas, somando 2 mil mudas”, explicou. Já os alunos das escolas estaduais conferiram de perto como está a limpeza das margens do Rio das Almas no perímetro urbano, acompanhados por membros da Catapiri, num verdadeiro “arrastão da limpeza”. No término do percurso, os catadores mostraram como é feita a separação dos resíduos. Arthur Abreu revelou: “Não pararemos por aqui. A partir de abril, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente irá selar a encanação de esgoto das residências e estabelecimentos comerciais com redes clandestina. Se queremos ter água potável e sem risco de contaminação em nossas torneiras, precisamos de imediato garantir que nenhum dejeto seja despejado no Rio das Almas”.

Ver mais de Edição Março/Abril 2015 N° 132 - O resultado é muito melhor quando fazemos por vocação

Ver outras Edições

Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados.

A Revista Planeta Água é uma publicação mensal da Versátil Consultoria em Direito e Comunicação Social

Rua Benjamin Constant, 2018 - Centro / Anápolis-GO

Telefones: (62) 3311-3489 / 3706-8000