Para que serve a tosa?: Um cavalo transformado em um "urso" demanda muito mais cuidados
Matéria publicada em 04/05/2015, às 10:38:21

Ver mais de Edição Fevereiro/Março 2015 N° 131 - Indústria + meio ambiente = sustentabilidade

Ver outras Edições

Conforme os dias vão encurtando, a redução do período luminoso desencadeia o processo de crescimento da pelagem de inverno nos cavalos. Esse mecanismo ocorre mesmo que as temperaturas não baixem muito, como é o caso de alguns lugares do Brasil porque é relacionado mais com a luminosidade do que com a temperatura. É uma excelente proteção natural para seu animal, mas para você que pretende continuar trabalhando esse animal durante o inverno, um cavalo transformado em um “urso” demanda muito mais cuidados. Requer muito mais escovação – e nunca fica bonito - e seu cavalo vai levar muito mais tempo para secar o suor ou a ducha, mesmo depois de um trabalho leve, podendo levar a problemas respiratórios, de pele e ainda a formação das famosas “carepas” e frieiras nas patas por excesso de umidade.


Capas
A melhor maneira de manejar a pelagem de inverno é tosando. Entretanto a tosa implica em certas responsabilidades. Uma vez que você retirou a defesa contra o frio de seu cavalo, você é responsável pela correta colocação e utilização das capas para protegê-lo. Essas capas podem ser mais leves ou mais pesadas conforme o local do Brasil onde você vive, mas devem ser utilizadas principalmente à noite. Alguns proprietários evitam a ocorrência da pelagem de inverno em climas mais amenos simplesmente mantendo o cavalo com 10 horas de luz diárias. Isso significa que se você instalar um timer em sua cocheira para que ligue uma lâmpada de 200 Watts um pouco antes do sol se pôr, mantenha o total de 12 horas de luz diárias sobre ele e depois desligue; você não terá problemas com pelagem de inverno. Essa é uma técnica que funciona bem de São Paulo para cima. Aqui no Brasil, em geral a tosa é total, mas na Europa o pessoal tende a tosar de várias maneiras, deixando algumas partes com pelo e outras não. Após a tosa tenha em mente que seu cavalo poderá precisar de até três capas. Uma leve para ficar na cocheira durante o dia, uma capa anti-suor (aquelas de tecido furadinho) para secar após o trabalho e uma mais pesada para a noite.

Ver mais de Edição Fevereiro/Março 2015 N° 131 - Indústria + meio ambiente = sustentabilidade

Ver outras Edições

Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados.

A Revista Planeta Água é uma publicação mensal da Versátil Consultoria em Direito e Comunicação Social

Rua Benjamin Constant, 2018 - Centro / Anápolis-GO

Telefones: (62) 3311-3489 / 3706-8000