Mundo Corporativo: Os segredos da apresentação de Steve Jobs
Matéria publicada em 18/10/2012, às 15:14:07

Ver mais de Edição Agosto de 2012 nº 102 - Saneago Anápolis: Investimentos garantem abastecimento até 2035

Ver outras Edições

Dijan de Barros

Planeje sua apresentação com papel e caneta. Comece fazendo storyboards (organizadores gráficos) de sua apresentação. Steve Jobs se preparava brainstorming, rabiscando e desenhando na lousa antes de criar a sua apresentação. Todos os elementos da história eram pensados e planejados antes que qualquer slide fosse criado.

Crie uma única frase para descrever cada serviço/idéia, concisa o suficiente para um post de 140 caracteres do Twitter. Exemplo: para a introdução do MacBook Air, em janeiro de 2008, Jobs disse que era simplesmente, “o notebook mais fino do mundo”.
Crie um vilão que permita que a audiência torça para seu herói, no caso você e seu produto/serviço. O ‘vilão’ não é necessariamente um concorrente direto. Pode ser um problema que precisa de uma solução (você!).

Concentre-se em benefícios. Seu público só se preocupa com a forma como o serviço irá beneficiá-los.
Atenha-se à regra de três. Quase todas as apresentações de Jobs eram divididas em três partes. Você pode querer expor vinte pontos de vista, mas o público só é capaz de manter três ou quatro pontos na memória de curto prazo. Dê-lhes muitos pontos e eles já esqueceram tudo que você disse.
Venda sonhos e não os seus serviços. Steve Jobs não vendia computadores. Ele era apaixonado por ajudar a criar um mundo melhor. Essa foi a promessa que ele vendeu. Por exemplo, quando Jobs apresentou o iPod em 2001, ele disse: “Do nosso proprio jeito, vamos fazer do mundo um lugar melhor.” Onde a maioria das pessoas viam no iPod um MP3, Jobs via uma ferramenta para enriquecer a vida das pessoas.
Crie slides visuais. Não haviam “bullet points” em uma apresentação de Steve Jobs. Em vez disso ele se baseava em fotografias e imagens. Quando Steve Jobs apresentou o MacBook Air, seu notebook ultra-fino, ele mostrou um slide do computador dentro de um envelope pardo. Mantenha sua apresentação simples.

Dê muita importância a números. Jobs sempre colocava grandes números em um contexto que era relevante para o público. Quanto maior o número, mais importante torna-se encontrar analogias ou comparações que fazem os dados relevantes para o público.
Use um português simples. A linguagem de Jobs era notavelmente simples. Raramente usou jargões que insistem em aparecer na maioria das apresentações, como “inovador” ou “sinergia”. Sua linguagem era simples, clara e direta.

Pratique, pratique, pratique. Steve Jobs passava horas ensaiando cada parte de sua apresentação. Cada slide era escrito como uma poesia, cada apresentação encenada como uma experiência teatral. Steve Jobs fazia suas apresentação sem esforço nenhum, mas esse refinamento veio após horas e horas de prática árdua.

Ver mais de Edição Agosto de 2012 nº 102 - Saneago Anápolis: Investimentos garantem abastecimento até 2035

Ver outras Edições

Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados.

A Revista Planeta Água é uma publicação mensal da Versátil Consultoria em Direito e Comunicação Social

Rua Benjamin Constant, 2018 - Centro / Anápolis-GO

Telefones: (62) 3311-3489 / 3706-8000