Copa 2010: A África do Sul está pronta para receber o Mundial
Matéria publicada em 16/05/2010, às 16:29:28

Ver mais de Edição Março 2010 - Se cada um fizer a sua parte

Ver outras Edições

África do Sul

Radicado na África do Sul desde que reassumiu a seleção local, em novembro de 2009, Carlos Alberto Parreira revelou que o país está pronto para a Copa, é seguro, mas que visitantes deverão evitar certos lugares para não correrem perigo.
Suas declarações mereceram críticas duras por parte de comentaristas e desportistas ao redor do mundo, porém, contrariamente à opinião de Parreira, o chefe da Polícia Nacional Sul-Africana, Bheko Cele, em entrevista à FIFA, garantiu que tudo transcorrerá dentro da normalidade.

Eis alguns trechos da entrevista:

A África do Sul já foi palco de muitos torneios importantes, mas nunca sediou uma Copa do Mundo da FIFA. Quais são os desafios em um evento dessas proporções?
Estamos fazendo história, porque o continente africano nunca sediou um evento dessa magnitude. Mas a África do Sul já recebeu mais de 140 eventos esportivos importantes.
Portanto, podemos dizer que conhecemos o assunto. Tivemos a Copa das Confederações da FIFA no ano passado e a Copa Africana de Nações em 1996. Além disso, já fomos sede dos mundiais de rúgbi e críquete. Já temos experiência, o que precisamos fazer é redobrar os esforços.

Agora que faltam menos de 100 dias para o início do torneio, como estão os preparativos da polícia sul-africana?
Estamos fazendo os últimos ajustes, sendo que a maioria deles envolve outras partes, como as equipes de segurança de cada delegação. Quando chegar o dia 11 de junho e o árbitro apitar o início do primeiro jogo, todos poderemos comemorar e dizer que a África do Sul está pronta.

Quantas pessoas estarão envolvidas nos trabalhos de segurança da Copa do Mundo da FIFA?
A polícia sul-africana terá uma equipe de 188 mil integrantes, o que nos situa entre as três médias mais altas do mundo de policiais por número de habitantes.
O Mundial também acabou sendo bom para nós, pois o governo preparou um orçamento de 1,3 bilhão de rands (aproximadamente US$ 170 milhões) destinado exclusivamente a questões de segurança, com investimento em tecnologia, equipamentos e treinamento. Esse dinheiro não estaria disponível se a Copa do Mundo não acontecesse agora em 2010. Estamos prontos: contamos com uma infraestrutura de ponta e um pessoal bem treinado em áreas específicas. Tudo isso é o que colocaremos em prática durante a Copa do Mundo e, principalmente, depois dela. Será o legado do torneio para a polícia sul-africana.


Além dos estádios, também haverá as Fan Fests. Como vocês planejam a segurança desses eventos?
A Fan Fest da Cidade do Cabo, que aconteceu durante o sorteio dos grupos, nos ensinou muito sobre como nos preparar para um evento como esse.
Fizemos um planejamento para 15 mil pessoas, mas no final apareceram 55 mil. Também aproveitamos os jogos entre o Kaizer Chiefs e o Orlando Pirates, um clássico do futebol local, para estudar como definir as áreas das torcidas e os locais onde haverá transmissões ao vivo por telões.
Eu vi algumas das Fan Fests na Alemanha e elas eram enormes. Por isso, precisamos estar bem preparados.


Como torcedor de futebol, você acha que poderá desempenhar o seu trabalho, que é tão importante, e ainda conseguir aproveitar o torneio?
Estou em uma situação complicada. Alguns dos melhores jogadores do mundo — como o Kaká, o Cristiano Ronaldo e o Rooney — estão a caminho da África do Sul, mas, infelizmente, em vez de ir ao estádio e vê-los jogar, eu estarei cuidando da segurança das pessoas que  assistirão a eles. Só tem uma partida que não quero perder de jeito nenhum: Brasil x Portugal.
Nas restantes, estarei com os meus colegas de trabalho, dedicando todo o meu tempo e energia para garantir que as pessoas possam se divertir.


O que você diria às pessoas que ainda não decidiram se irão à Copa do Mundo?
Diria que elas vão gostar muito se forem. Como agentes de segurança, vamos trabalhar para assegurar a tranquilidade de todos e para que os visitantes tenham o máximo de diversão e alegria e possam aproveitar muito. Realmente só posso recomendar às pessoas que visitem a África do Sul e se divirtam. É um lindo país.

Ver mais de Edição Março 2010 - Se cada um fizer a sua parte

Ver outras Edições

Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados.

A Revista Planeta Água é uma publicação mensal da Versátil Consultoria em Direito e Comunicação Social

Rua Benjamin Constant, 2018 - Centro / Anápolis-GO

Telefones: (62) 3311-3489 / 3706-8000