Roteiro Turístico: Foz do Iguaçú acaba de ser eleita "o melhor destino turístico do Brasil
Matéria publicada em 14/05/2010, às 14:56:37

Ver mais de Edição Março 2010 - Se cada um fizer a sua parte

Ver outras Edições

Roteiro Turístico
Foz do Iguaçu, Água Grande em tupi-guarani, acaba de ser eleita pelo Ministério do Turismo como o melhor destino turístico do Brasil entre localidades do interior do país. A cidade, que abriga as Cataratas do Iguaçu e a usina de Itaipu, ficou em primeiro lugar na categoria “não capital” do Estudo de Competitividade dos 65 Destinos Indutores do Desenvolvimento Turístico Regional – Relatório Brasil 2009. A cidade de São Paulo aparece como a capital brasileira mais bem estruturada para receber turistas no país.


Participaram da avaliação 65 destinos que foram avaliados em 13 dimensões e, entre as “não capitais”, Foz do Iguaçu obteve a melhor pontuação em cinco dimensões: acesso; serviços e equipamentos turísticos; marketing e promoção do destino; capacidade empresarial e aspectos ambientais. Entre as não capitais, além de Foz do Iguaçu, foram premiadas Ouro Preto (MG), Porto Seguro (BA), Maraú (BA), Balneário Camboriú (SC), Gramado (RS) e Bento Gonçalves (RS).


Atrações
As majestosas Cataratas do Iguaçu, a oitava maravilha do mundo, são formadas pelo Rio Iguaçu, o maior do Paraná e se constituem de 272 quedas com até 83 metros de altura. O ponto de maior vazão é a Garganta do Diabo, que se encontra do lado argentino e o volume de água é tão grande que, ao cair, forma um vapor constante envolvendo a vegetação. Em cerca de 225 mil hectares de florestas, o Parque Nacional do Iguaçu encerra uma das reservas ecológicas mais belas do planeta, sendo reconhecido pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade. Além das Cataratas e da vegetação exuberante, o Parque protege mais de 340 espécies de aves, 40 de mamíferos, 700 de borboletas e o Rio Floriano, totalmente sem poluição. Foz do Iguaçu ainda oferece outras atrações como Furnas, a Ponte da Amizade e Itaipu. Há a possibilidade de uma visita ao Parque Nacional del Iguazu, na Argentina, país com a noite agitada pelos diversos cassinos.


História
Em 1542, o navegador espanhol Alvar Nuñes "Cabeza de Vaca", desceu pelo Rio Iguaçu à procura de uma rota para o Paraguai. Precisou utilizar-se de toda sua habilidade de navegador para conseguir escapar da morte depois que uma correnteza cada vez mais forte e um enorme ruído de água desabando de grande altura se transformaram no prenúncio de alguma armadilha fatal. Foi assim que, ao se aproximar da foz do rio, sentiu um enorme espanto diante do que viu. Ao deslumbrante espetáculo das cataratas ele deu o nome de Cachoeira de Santa Maria.


Imagens de Foz do Iguaçú

Os caiguangues, indígenas que dominavam aquele território antes do descobrimento, foram não somente dizimados como todos seus semelhantes, mas também completamente ignorados pela história da região. Nas informações colhidas em publicações oficiais e revistas especializadas, estes índios são lembrados quando se dá o significado da palavra "iguaçu" e através da divulgação de uma bela e interessante lenda, multiplicada por meio de versões nem sempre verdadeiras, que explica a origem das Cataratas.

No decorrer do ano de 1900, foi criada a Vila de Iguaçu como distrito do município de Guarapuava e a Colônia Militar transformou-se num povoamento civil sob a jurisdição do Estado do Paraná. Logo após a instalação do município de Vila Iguaçu, foi inaugurado o Hotel Brasil, onde hospedou-se Santos Dumont, cujas instalações não existem mais. Em 1903, foram inaugurados os marcos brasileiro e argentino, na confluência dos rios Paraná e Iguaçu.

Em 1918, o município passa a chamar-se Foz do Iguaçu. Santos Dumont conheceu a região das cataratas em 1916. Conta-se que, chocado por ser ela propriedade privada, colocou toda sua autoridade de cientista e inventor a fim de transformá-la em patrimônio nacional. A vontade do "pai da aviação" concretizou-se, pois em 1939 foi criado o Parque Nacional do Iguaçu e, em 1986, a ONU, através da UNESCO, declarou o ecossistema como Patrimônio Natural da Humanidade. Em homenagem a ele, há uma estátua na entrada do Parque.

Ver mais de Edição Março 2010 - Se cada um fizer a sua parte

Ver outras Edições

Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados.

A Revista Planeta Água é uma publicação mensal da Versátil Consultoria em Direito e Comunicação Social

Rua Benjamin Constant, 2018 - Centro / Anápolis-GO

Telefones: (62) 3311-3489 / 3706-8000