Bonito: Mergulhe nesta emoção: Conhecido por suas belezas naturais, o município está entre os destinos contemplados pelo projeto Economia da Experiência do Ministério do Turismo
Matéria publicada em 24/03/2010, às 11:11:54

Ver mais de Edição Dezembro 2009 - A invasão dos parques

Ver outras Edições

Retrato da beleza do lugar que oferece belíssimas paisagens

Banhos em águas transparentes, biscoitos e bolos feitos no fogão a lenha, sanduíche de jacaré, histórias e lendas de um lugar mágico, encantado pela natureza: Bonito, Mato Grosso do Sul. Conhecido por suas belezas naturais,  o município está entre os destinos contemplados pelo projeto Economia da Experiência do Ministério do Turismo. O objetivo é capacitar os empreendedores locais para agregarem valor aos seus estabelecimentos por meio da oferta de atividades diferenciadas que despertem a emoção, prazer, inspiração e satisfação dos turistas em um verdadeiro Tour da Experiência – proposta da marca do projeto.

Peixe na rua
Quem chega à cidade pode ser surpreendido por um peixe no meio da rua. Mas não se assuste, é  apenas um artista fantasiado distribuindo panfletos da Agência AR, empreendimento participante do Economia da Experiência.
Segundo Millayne Bechtllufft, a agência trabalha o conceito do projeto ao fugir do rotineiro e oferecer aos turistas pacotes personalizados. “Bonito já encanta só de chegar. Então, nosso diferencial são os pacotes personalizados. A gente faz um Raio X do que o cliente quer desde o transporte até a pousada e busca fazer um roteiro específico para ele de acordo com seu perfil”, explica. Em Bonito, o projeto desenvolveu dois roteiros em parceria com os empreendedores locais.
O roteiro Personalidades e Sabores de Bonito propõe um encontro pleno com a natureza e suas magias por meio de atividades como mergulho, flutuação, rapel, gruta, cachoeiras e passeios de bote. Além disso, na Estância Mimosa Ecoturismo, o turista será recebido em um ambiente temperado pelo sabor de biscoitos e bolos típicos feitos em fogão a lenha.
O visitante poderá, ainda, se deliciar nas águas transparentes do Rio Mimoso e na cachoeira do Sinhozinho. Chega a hora do almoço e uma boa pedida são os pratos produzidos à base de mandioca ou uma deliciosa traíra sem espinho.
Já para os mais exóticos, a dica é o sanduíche de jacaré. E, que tal aprender a bordar? Essa é uma das atividades propostas. Nela o turista ao mesmo tempo em que aprende a bordar, interage com as meninas do grupo de artesanato Bonito Feito a Mão e ouve suas histórias de vida. Mas isso é apenas uma pequena amostra do que vocë encontrará em Bonito. Venha se deliciar com as belezas da natureza preservada!

O melhor destino do Ecoturismo
O município de Bonito foi agraciado pela 8ª  vez consecutiva com o prêmio Melhor Destino de Ecoturismo do Brasil, oferecido pela revista Viagem e Turismo, da Editora Abril.  A cerimônia de premiação foi realizada no Morro da Urca, no Rio  de Janeiro e contou com as presenças do prefeito de Bonito, José Arthur Soares de Figueiredo e do secretário municipal de turismo, Augusto Barbosa Mariano.  O prêmio é atribuído pelos leitores da revista em eleição anual – via internet - organizada desde 2001 pela revista. Em 2009, o prêmio chegou à sua nona edição, com 22 categorias e 222 finalistas entre hotéis, resorts, destinos de ecoturismo, companhias aéreas e operadoras.
De acordo com o prefeito José Arthur a conquista é um mérito de todos os sul-mato-grossenses e resultado de um tripé formado pela iniciativa privada, comunidade e poder público. “Comprovamos que estamos no caminho certo, graças ao ordenamento ambiental e turístico da cidade. É um prêmio muito importante que nos deixa feliz, aumenta a responsabilidade em receber bem turistas do mundo todo e nos engrandece”, afirmou.

Classificação hoteleira
O Ministério do Turismo, em conjunto com o INMETRO e a Sociedade Brasileira de Metrologia (SBM), começa a realizar no final de fevereiro uma série de oito encontros nas cinco regiões do país com o objetivo de estabelecer as matrizes para a nova classificação dos meios de hospedagem brasileiros.

Cadastramento
Os encontros estabelecerão critérios para oito tipos de empreendimentos: resorts, pousadas, hotéis urbanos, flats, hotéis fazenda, hotéis de selva e hotéis históricos, resume Ricardo Martini Moesch, Diretor do Departamento de Estruturação, Articulação e Ordenamento Turístico do MTur. Segundo dados do Código Nacional de Atividades Econômicas do Ministério da Fazenda (CNAE), existem hoje no Brasil cerca de 28 mil estabelecimentos hoteleiros. Seis mil deles estão cadastrados no Ministério do Turismo, através do Cadastur (site www.cadastur.turismo.gov.br).
Com a nova classificação, o MTur espera ter um controle mais rígido em relação à  qualidade dos serviços prestados, dando credibilidade à hotelaria brasileira. Um selo de qualidade será criado para identificar os prestadores de serviços turísticos de excelência.

Ver mais de Edição Dezembro 2009 - A invasão dos parques

Ver outras Edições

Copyright © 2015 - Todos os direitos reservados.

A Revista Planeta Água é uma publicação mensal da Versátil Consultoria em Direito e Comunicação Social

Rua Benjamin Constant, 2018 - Centro / Anápolis-GO

Telefones: (62) 3311-3489 / 3706-8000